Ele acordou como se não tivesse escolha.Só de cueca,saiu da cama  esfregando o rosto pra vê se despertava,ele sabia que o dia ia ser longo.Fez um esforço descomunal pra tentar não olhar seu celular,num fundo ele sabia que se o fizesse ia dar em merda.

Entrou no banho pra um banho rápido.Fez sua hingiene pessoal e saiu com uma toalha na cintura pensando na noite anterior.O que ele tinha feito? Sua cabeça doía,sinal que a bebedeira batendo em sua porta.Viu o celular em cima do criado-mudo,mais uma vez aquele esforço…

Vestiu sua calça e foi na varanda ver os raios do sol de sete e meia da manhã.Não queria comer porque sabia que se comesse,colocaria tudo pra fora.

Ele só tinha uma coisa na cabeça: ela.

Ontem foi um dia de tantos arrependimentos,de tanta coisa pra não ser dita e que foi,que..Que se ele pudesse voltar no tempo não faria a metade das coisas que ele fez.

Não forçaria aquele beijo,não pegaria ela pelo braço.Não beberia tanto por ela,não mandaria ela tomar no cu.

Passou a mão no rosto como se tivesse sentindo de novo aquele tapa.Ele mereceu.

Mereceu aquele e vários outros que ela não deu.

Ele queria ser um novo homem a partir dessa manhã.Queria deixar todas as merdas de pra trás e viver a vida.Deixar tudo,até ela se fosse possível…queria finalmente respirar.

Ele sabia que conseguiria,mas aí o telefone tocou.Ele,sem pensar duas vezes,correu até o criado-mudo.

Era ela.

Ele hesitou por um segundo ao ler  nome dela no visor.Como ele conseguiria viver uma vida em paz se ama o que lhe destruía?

textfromjess